TORSOPLASTIA

A torsoplastia (cirurgia plástica do dorso) 

é um procedimento geralmente complementar à abdominoplastia, em que o excedente de pele e gordura das costas são retirados. Essa deformidade ocorre em pacientes que emagreceram acentuadamente, seja por dieta ou por cirurgia bariátrica (gastroplastia).
Consiste na ressecção do excesso de pele que geralmente se acumula na região do dorso, desde as partes laterais inferiores das mamas até o meio das costas. Nas mulheres, esse excesso de pele é realçado quando se veste o sutiã, causando grande desconforto e prejuízo estético no local. Nesses casos, a marcação da pele a ser retirada deve ser meticulosamente estudada, de maneira que a cicatriz fique oculta pelo sutiã ou pelas roupas de banho. O resultado final é um dorso limpo, sem dobras de pele, de aspecto jovial e harmônico.

As regiões problemáticas mais comuns que podem necessitar de torsoplastia são:

• Região inferior das axilas;
• Região inferior das costas (no limite entre as costas e os glúteos);
• Regiões laterais dos quadris e abdômen.

A torsoplastia pode ser realizada isoladamente ou combinada a outros procedimentos de melhoria do contorno corporal. A lipoaspiração da região é comumente associada quando há maior acúmulo de gordura, para que melhores resultados sejam alcançados.
O maior inconveniente desse procedimento é a cicatriz que produz. Em geral, são cicatrizes extensas. Quando as torsoplastias são realizadas nas regiões do quadril ou inferior das costas, elas podem ser posicionadas mais inferiormente possível, para que sejam facilmente camufladas com as roupas. Quando a região tratada está localizada abaixo das axilas, tenta-se posicionar a cicatriz na região que fica coberta pelo sutiã, nas mulheres. Nos homens, não conseguimos essa camuflagem. As cicatrizes precisam de cuidados redobrados no pós-operatório para diminuir os riscos de deiscências e alargamento da cicatriz.

Informações importantes:

– Para a realização da torsoplastia, o tempo de internação é de geralmente 24h.
– A anestesia pode ser peridural ou geral.
– As cicatrizes são posicionadas da melhor forma para que possam ser escondidas na roupa. A incisões são fechadas meticulosamente com múltiplas camadas para conseguir o melhor resultado possível.
– Pode ser necessário o uso de drenos, que em geral são retirados em 3-5 dias.
– Após o procedimento, a paciente deve repousar por 15 dias, e utilizar modeladores por aproximadamente 2 meses. O período de recuperação dura em torno de 2 a 3 semanas para retorno da maior parte das atividades diárias normais. Atividades extenuantes ou trabalho pesado devem ser evitados por 3-4 semanas. Deve-se evitar movimentos amplos das regiões operadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *